Memorial da Casa


Esta casa foi construída por volta de 1936, pela Família Berg, de ascendência alemã, vinda da cidade de Biberach. A massa usada para construção foi feita partir de areia, cal e água de barro, que eram misturadas em um grande tambor.

Sabe-se que descendentes da Família Berg chegaram ao país vindo de três origens diferentes: Alemanha, Áustria e Suíça. No entanto não há relatos que comprovem a ligação entre eles.

O Sr. Eugênio Berg, descendente de Biberach, era um “Schirmacher” – Fabricante de Guarda-Chuvas – foi dono de umas das primeiras empresas de Joinville a produzir esse acessório tão útil na nossa cidade. Casou-se com a Sra. Annita na década de 1930, antes de construir e vir morar neste endereço, que mais tarde passou a se chamar Rua Max Colin. Nesta rua havia poucas casas, no entanto mais duas delas pertenciam à membros da Família Berg.

Em 1970 Sr. Eugênio veio a falecer, deixando a Sra. Annita e seu único filho, Hermes Berg, que se casou, em 1972, com Regina Heuchling, constituindo sua família, nesta casa, formada ainda por dois filhos: Hermes Eugênio e William Günther Berg.

A Sra. Annita residiu na casa até início de 2002, vindo a falecer em Julho do mesmo ano. A casa, então, passou para Hermes Berg, seu único filho e atual proprietário do imóvel.

Visando manter viva a história, Hermes e sua esposa Regina decidem, em 2005, tornar a casa um imóvel comercial onde se mantém os mesmos traços e características de sua construção original.

Hoje, com muito orgulho e satisfação, a Trattoria Laavi faz parte desta história.

Seja bem vindo.

LaaVi Trattoria